7.31.2012

A dança dos pássaros

Birds-In-The-Sky-You-Know-How-I-Feel-Photograph-Michelle-Firment-Reid-Copyright-2011





















a dança dos pássaros
começa pela manhã
quando o sol desponta
fazendo da noite afronta
e do ar fresco redenção.

a dança dos pássaros
começa pela manhã
à sombra dos dias azuis
que dão vida aos ninhos
e harmonia aos beirais.

a dança dos pássaros
começa pela manhã
envolta em chilreios
como crianças no recreio
felizes mais um dia são.

a dança dos pássaros
começa pela manhã
e termina ao fim da tarde
num ziguezaguear de rodopios
uma extática procissão.

7.29.2012

Quantas vezes
























quantas vezes
serás a fuga ao real
para alguém
quando tu já sabes
que a ilusão é verdadeira?

quantas vezes
procurarás convencer
que pode ser real
esta ilusão
feita de verdade?

quantas vezes
mostrar-te-ás real
neste mundo de ilusão
em que poucos acreditam
quantas vezes mais?

7.26.2012

A criança

















a criança
não sabe quem é
não sabe o que ser

a criança
não sabe o que quer
não sabe escolher

a criança
não sabe da sua nescidade
não sabe das suas ilusões

a criança
não sabe que só viver é pouco
não sabe que ainda nada viveu

a criança
não sabe que o é
nem sabe quem morreu

7.24.2012

Síntese



















o tempo não tem espaço
como o espaço não tem tempo
eu tive um espaço de tempo
e o tempo no espaço era meu.

agora eu não tenho tempo
pouco mais tenho que espaço
onde o tempo não é tempo
e o espaço não é espaço.

este tempo não é o meu tempo
o espaço não é o mesmo espaço
eu não tirei espaço ao tempo
tive apenas o que era teu.

7.16.2012

«O tempo, subitamente solto pelas ruas e pelos dias» - José Luís Peixoto







O tempo, subitamente solto pelas ruas e pelos dias
como a onda de uma tempestade a arrastar o mundo,
mostra-me o quanto te amei antes de te conhecer.
eram os teus olhos , labirintos de água, terra, fogo, ar,
que eu amava quando imaginava que amava. era a tua
a tua voz que dizia as palavras da vida. era o teu rosto,
era a tua pele. antes de te conhecer existias nas árvores
e nos montes e nas nuvens que olhava ao fim da tarde,
muito longe de mim. dentro de mim, eras tu a claridade.



José Luís Peixoto, in 'A Criança em Ruínas'



7.14.2012

Votos migratórios



quando vinhas
do mar
era feliz,
depois
logo deixavas
o sol
e a terra

em busca da primavera.

falaram-me
que tinhas
coração de pássaro
e eu
bem sem querer
acreditei nisso,

inspirado
emocionei-me dum salto.

pelo calor
foram as estações
primeiras,
os dias 
agora frios
das chuvas
dos ventos
e últimas folhas.

do litoral
ainda espero
alcançar o horizonte,
meu destino
que paira
sem rédeas o
futuro contingente
que ocupará outro lugar.

7.07.2012

Promessa de flores






















procuro-te
em imitações baratas,
nada encontro que satisfaça
esta mesma vontade que ficou.

os anos
pesam como flores,
a cada porta outros corredores
em cada um labirintos e novas paragens.

bem sei
deixei-me levar por uma maçã,
a sua réplica mantenho-a intacta
aqui onde falham promessas de flores.

7.05.2012

Penas escritas
























a caneta quebrou
não há pena que me console

a tinta derrama
não é o papel que a escolhe

nada me importa mais
que a veemência do silêncio

a palavra embirra
por ser mais forte sai.

7.04.2012

«Personagem» - Cecília Meireles



























Teu nome é quase indiferente
e nem teu rosto já me inquieta.
A arte de amar é exactamente
a de se ser poeta.

Para pensar em ti, me basta
o próprio amor que por ti sinto:
és a ideia, serena e casta,
nutrida do enigma do instinto.

O lugar da tua presença
é um deserto, entre variedades:
mas nesse deserto é que pensa
o olhar de todas as saudades.

Meus sonhos viajam rumos tristes
e, no seu profundo universo,
tu, sem forma e sem nome, existes,
silêncio, obscuro, disperso.

Teu corpo, e teu rosto, e teu nome,
teu coração, tua existência,
tudo - o espaço evita e consome:
e eu só conheço a tua ausência.

Eu só conheço o que não vejo.
E, nesse abismo do meu sonho,
alheia a todo outro desejo,
me decomponho e recomponho.


Cecília Meireles, in 'Viagem'