4.08.2011

«Canção Pagã» - Luiz Goes
























Lá longe,
Onde o sol aquece e chama
Sem distinguir os homens dos meninos.
Lá longe,
Onde não há nenhuma cama
Que saiba que há amantes clandestinos.
Lá longe
Onde a vida não arrasas
Oh maldição dos deuses pequeninos.
Lá longe,
Talvez o amor encontre casas
Lá longe, lá longe!

Lá longe,
Onde a terra ainda deixe
Bichos e homens livres pelas matas.
Lá longe,
Onde as gaivotas comem peixe
Mas não na esteira turva das fragatas.
Lá longe,
Onde não tereis futuro
Oh vendilhões da água das cascatas.
Lá longe,
Talvez o amor possa ser puro
Lá longe, lá longe!


Luiz Goes, in 'CANÇÕES DE AMOR E ESPERANÇA'
[letra: Leonel Neves; música: Luiz Goes]

2 comentários:

José Nunes disse...

Penso que o poema é de Leonel Neves,

Cumprimentos

João Afonso Adamastor disse...

Correctíssimo!

Abraço