11.06.2010

Proscrito



Os revolucionários franceses em resistência à opressão da monárquia
Defendiam o direito de todos à liberdade, à propriedade e à igualdade.
O nascimento, a tradição e o sangue deixavam de ser vistos como filtros sociais.

A desigualdade social e de riqueza perduraram até hoje.
Na prática, surgiam novos filtros, como dinheiro e propriedade,
Capazes de garantir a seus detentores prestígio social.

Os revolucionários franceses também defendiam um exército de homens livres
A única forma de assegurar uma nação de homens livres, iguais e fraternos.
No passado, lutar pelo rei era uma obrigação que fazia parte da condição de súbdito.
Na nova França, o serviço militar tornava-se um dever do cidadão livre para com o Estado.

Este Governo não era respeitado pelas outras camadas sociais.
Os burgueses mais prestigiados sentiam a sua esfera de influência diminuir
E passaram a acreditar na necessidade de uma ditadura militar,
Uma espada salvadora, para impor a ordem e a paz, a autoridade e os lucros.

Neste cenário surge Napoleão, inicialmente entusiasmo pelos Jacobinos,
Lutou na Revolução contra a opressão e o absolutismo.
Acabou por concentrar nas suas mãos todo o poder,
Mesmo consolidando as conquistas burguesas da Revolução.

Napoleão conseguiu assim imortalizar-se como monarca iluminado,
Impôs a exaltação do Estado e do poder do soberano,
Um despotismo esclarecido movido pelos ideais iluminados de progresso.

Napoleão evitou assim que camadas inferiores da população subissem ao poder,
Derrubou o Governo do Diretório e acabou com a República,
Perfilado com os Girondinos defensores de uma Monarquia Constitucional.

Napoleão fez-se eleger cônsul-geral e restaurou a ordem e a paz,
Organizou o governo, a administração, a polícia, a magistratura e as finanças.
Tomou medidas despóticas, antiliberais e restabeleceu a escravidão nas colónias.

Pela sua crescente popularidade proclamou-se cônsul vitalício e depois imperador,
Coroou-se rei da Itália, divorciou-se da imperatriz Josefina e depois casou-se de novo,
Com Maria Luísa, a filha do imperador austríaco.

Como exímio estratega de forte espírito de liderança abraçou grandes conquistas.
O exército francês aumentou o número de armas e combatentes,
Tornou-se o mais poderoso de toda a Europa.

A guerra era permanente contra as potências vizinhas,
O que levou aliança de todas as potências europeias e foi derrotado, preso e desterrado.
Depois surgiu a restauração, a monarquia foi de novo instaurada.

Os ideais revolucionários foram assim proscritos,
Os Jacobinos foram assim proscritos, Napoleão foi também proscrito,
O desejo de liberdade sempre adiado, assim, progressivamente proscrito.



Sem comentários: