4.29.2010

O Justiceiro, Gago e Honesto



Um dia conheci um homem bom e justiceiro
Que deambulava nas ruas para proteger inocentes…
Mas de tanto ser perseguido e por ser forasteiro,
Foi ele a primeira pessoa que salvou.

Uma vez conheci um homem que gaguejava
Que era incapaz de fazer mal a alguém…
Mas de tanto morder a língua e fugir à zombaria,
Até deixou de falar por completo.

Outrora conheci um simples homem honesto
Que não era capaz de expressar sarcasmo…
Mas de tanto negar a hipocrisia e desconhecer a ironia,
Morreu só, sem saber que doença tinha!

Sem comentários: