12.23.2009

Sonho Peregrino















"Waiting for a tram",
Jacek Yerka (giclee, 54x60cm)




Preso no corpo
Que me viu nascer
Acordo num sonho
Que vi desaparecer.
Amanhã será um novo dia
É assim que parece ser,
Aguardo o momento
De enfim renascer…

Sento-me às portas do tempo
Num descuido visual,
Sujeito-me a uma vida
Um tanto ao quanto
Informal…
O meu génio chama-me
E eu não sei quem sou,
Algo me prende bem longe
No tempo que me levou.

As horas passam,
Vejo que nada mudou.
As manhãs chamam-me
E não sei para onde vou.
Podia dar tiros no escuro
Mas estou consciente
Do destino que carrego.
Vivendo vivo numa cruzada
Sonhando como um peregrino.


Sem comentários: