7.16.2009

Sonhos Conscientes

Hoje quero transbordar de sonhos

Como o fazia outrora,

Quero imaginar o futuro

Antes desta febre se ir embora.

Cheio das coisas que nunca tive

E que com tanta simplicidade

Ansiosamente esperei...

Porque os desejos são humildes,

São realidades perfeitas,

Que advogo com alma

E que não efluem do pensamento.

Espero-as taciturno

Como as andorinhas o frio,

Sem existirem novas paragens

Onde ao calor possam regressar.

Nem o meu governo chega,

Enquanto o fogo do espírito

Transborda com esta essência...

Navegarei em silêncio,

Entregue às flutuações,

Aos segredos e às emoções

Dos meus sonhos conscientes

Ávidos por indefinições.

2 comentários:

Joli disse...

Eu já transbordo de sonhos... acho é q a maioria não passa de meras ilusões. Mas por mais que tente, não consigo parar de sonhar ^^ Viajo e vivo tanto assim :)

xumé disse...

"Hoje quero transbordar de sonhos
Como o fazia outrora"

=)