3.11.2009

Sinal Artificial

Apetece-me desenhar as estrelas
Neste papel frio, pálido, já usado
E manchado por mágoas e café...
Respondendo aos meus mistérios,
Às francas superstições estéticas,
Reinventando no espaço disponível
Novas e irreais constelações poéticas.
Para que assim possa viajar sorrindo
Como nebulosas de teor desmedido,
Nos traços arqueados que proponho
Ir mais além do tempo mal definido,
Para lá das minhas frágeis suposições.

____________________________________________________________
(... ao som de 'Paint the Sky with Stars', Enya)

4 comentários:

Betsie Zombie (Vanessa) disse...

Lindo o texto!
e olha, realmente é tudo tão tão psicológico que até mete nojo e riso ao mesmo tempo. meti na cabeça que a agua ajuda e a dor de cabeça passou. mesmo...ui..enfim..estúpida. thanks! :)

Jo disse...

BELO!

Mãozinhas disse...

"Ir mais além do tempo mal definido,
Para lá das minhas frágeis suposições", seria tão bom...

Fantástico.

Anelar

Joli disse...

Está tão bonito *.*